Instagram

Bloco da Ansiedade

Por onde vamos? Saindo do mercadinho São José em Laranjeiras, segue pela Rua Gago Coutinho até o Largo do Machado onde, a orquestra faz uma pausa de meia hora e continua o percurso, passando pela frente da Igreja e seguindo pela rua das Laranjeiras até o ponto de origem onde acontece a dispersão.

Laranjeiras, Zona Sul.

02 de fevereiro (sábado)

A partir das 15 horas na Rua Gago Coutinho, esquina com Rua das Laranjeiras.

encontre nas redes:

Cores: Prata e rosa, cor do estandarte e do figurino do boneco “Dom Dudu, o Ansioso” de 3 metros de altura, símbolo do Bloco da Ansiedade.

 

O Bloco da Ansiedade é um bloco de frevo que nasceu em 1997, no Rio de Janeiro. Foi criado e concebido pelo artista plástico pernambucano Fernando Carvalho e seu primo, o psicólogo Antônio Carlos de Carvalho Maia (in memorian), para fazer parte da cena do Carnaval de rua carioca.

-Como no berço do samba um bloco de frevo?

O bloco foi ocupando espaço, atraindo foliões e simpatizantes pela sua animação, beleza e originalidade. Levando um estandarte e o boneco “Dom Dudu, o Ansioso”, de três metros de altura, símbolo do Ansiedade, o bloco enfeita a Cidade Maravilhosa com as cores do frevo e da bandeira pernambucana, tornando-se uma referência do frevo no Rio.

Durante todos esses anos de sucesso e expansão, o Bloco da Ansiedade atingiu o seu topo quando, tornando-se membro da Associação de Blocos de Ruas do Rio de Janeiro (Sebastiana), há alguns anos, passou a fazer parte do calendário oficial do Carnaval carioca, junto com outros grandes blocos que animam a cidade.

Em 2007, o Ansiedade completou dez anos. Cerca de sete mil pessoas acompanharam o desfile pelas ruas do bairro de Laranjeiras, onde o bloco se reúne e sai. Já em 2008, o Rio viu o frevo também na Sapucaí. Na ocasião, a escola de samba Mangueira realizou uma homenagem aos 100 anos do frevo. A receptividade deste ritmo que “ferve” quando a orquestra começa a tocar foi reforçada.

O Carnaval de rua do Rio é também hoje uma grande expressão do Carnaval e do turismo carioca, e o Ansiedade é portador dessa força e luz. De um jeito novo, criativo, soberano e abraçando culturas. A orquestra do Ansiedade é composta por 23 músicos e o bloco tem sua sede no berço do carnaval carioca: a Praça XI.

Diretoria e Equipe: o bloco foi fundado por Fernando Carvalho, que também atua na presidência, e tem Daniel Perez como vice-presidente. A diretoria do Ansiedade é formada por: Adalberto Jerônimo Neto, Antônio Carvalho, Fernanda Caetano Carvalho, José Luís Freitas, Maísa de Sá, Margareth Columa, Mateus Carvalho, e Patrícia Jorgila

galeria

clique na foto para ampliar

samba


Não há samba cadastrado.

camiseta

personalidades e causos

O Bloco da Ansiedade é precursor de manias que se tornaram comuns entre os cariocas:

– Usar a camisa com a bandeira do Estado de Pernambuco;
– Vestir-se de Lampião e Maria Bonita;
– Usar chapéu com a bandeira Pernambucana ou as cores da mesma, com brilhos e lantejoulas;
... ler mais

O Bloco da Ansiedade é precursor de manias que se tornaram comuns entre os cariocas:

– Usar a camisa com a bandeira do Estado de Pernambuco;
– Vestir-se de Lampião e Maria Bonita;
– Usar chapéu com a bandeira Pernambucana ou as cores da mesma, com brilhos e lantejoulas;
– Usar fitas coloridas costuradas em camisetas, shorts, vestidos, chapéu, etc.
– Sombrinha pequena e colorida “do frevo” como adereço.

No Bloco da Ansiedade o carioca se fantasia de pernambucano não economizando no colorido das roupas com destaque para o amarelo, vermelho, azul e verde, nas fitas, bandeiras e a presença de alguns “cangaceiros”. Máscaras e outras fantasias bem originais abrilhantam o bloco mais ainda e a festa está feita!

História pitoresca

Há alguns anos, o fundador do Ansiedade, Fernando Carvalho, estava normalmente desfilando próximo à orquestra entre os foliões quando um mendigo se aproximou dele, o abraçou e começou a chorar.

O homem estava mal vestido e mal cheiroso. Não restava dúvida que ele era um morador de rua, um pedinte. Então, o mendigo falou que era natural de Pernambuco e que estava muito emocionado, pois o bloco o fazia sentir-se no Recife, coisa que ele não poderia nem pensar devido à sua condição financeira que não permitia voltar à sua terra natal.

No ano seguinte ele apareceu de novo no desfile, desta vez, bem vestido (até muito arrumado, com camisa social e sapato), boa aparência em termos de limpeza, e ao encontrar o Fernando Carvalho (o Dudu) fez questão de comentar que não era mais mendigo, nem excluído! Não existe só milagre de Natal, minha gente! Existe de Carnaval também, e o Ansiedade foi testemunha disso.

Além desse causo típico, tem também causos de amores que começaram durante o desfile e acabaram em casamentos como o de um fotógrafo e sua musa, hoje esposa. Parece que Santo Antônio anda por lá nos dias de desfile. Quem sabe não seja a sua chance de arrumar um “xodó”? Venha para o Ansiedade neste Carnaval!